Salutis Logo
Acesse seu plano

25 anos de compromisso, inovação e um futuro mais saudável para a sua operadora.

Conheça nossos clientes

  • Affix
  • Alumar
  • Banco Central do Brasil
  • CAFAZ
  • Camed
  • CAPESESP
  • Casec
  • Casembrapa
  • CASF
  • Cassi
  • Celpos
  • CONNE
  • Correios
  • Dentalmaster
  • Dentalvida
  • Economus
  • Famed
  • Fassincra
  • Free Life
  • Fundação Fiat
  • Gamec
  • Grupo Jereissati
  • Hospital Unimed Sobral
  • IAPEP
  • INDES
  • ISSEC
  • Liv Saúde
  • M. Dias Branco
  • Mineração Rio do Norte
  • Ministério Público Federal - Procuradoria Geral da República - Secretaria de Administração
  • Odonto System
  • Oni Tecnologia
  • Saúde Caixa
  • Serpro
  • SETIBGE
  • Unafisco Saúde
  • UNIDAS
  • Unimed Cariri
  • Unimed Ceará
  • Unimed Federação Minas
  • Unimed Recife
  • Unimed Sobral

O que fazemos?

  • Administração

    Gestão compartilhada de plano de saúde, adequada à realidade de cada cliente.

    Saiba mais
  • Consultoria

    Serviços especializados nas mais diversas áreas de gestão da operadora de plano de saúde.

    Saiba mais
  • Tecnologia

    Foco exclusivo em Gestão de Operadoras de Plano de Saúde em todo Brasil.

    Saiba mais

Tudo o que você precisa em consultoria, administração e tecnologia em planos de saúde.

Palavra do Cliente

  • Com a contratação da Salutis Administração, a auditoria técnica da Casembrapa ampliou suas ações, agregando a auditoria concorrente e de segurança e qualidade da assistência aos beneficiários. Hoje, temos um monitoramento melhor das internações hospitalares. Além disso, o processo de auditoria de contas hospitalares ganhou agilidade e padronização.

    Dra. Rita Vilanova

    Gerente Técnica da Casembrapa
  • O FAMED está plenamente satisfeito com a operacionalização total pela Salutis, desde 2002. Além da qualidade dos serviços e da competência da empresa, a Salutis atende a todas as nossas necessidades, e nos possibilidade um acompanhamento integral de tudo que acontece no FAMED.

    José Edmar Lima Melo

    Presidente do Fundo de Assistência à Saúde dos Funcionários do BEC
  • A salutis desde 2002 vem nos assessorando com muita eficiência, dinamismo e inovação. A sua contribuição pra o nosso sucesso é incomensurável! Casec e Salutis, uma parceria que cresce a cada dia!

    Rita Damasceno

    Diretora de Gestão e Saúde da CASEC
  • A parceria da CASEC – Caixa de Assistência à Saúde dos Empregados da CODEVASF com a Salutis vem desde 2002 e tem se mostrado fundamental para a boa administração dos Planos de Saúde por nós oferecidos. Os serviços prestados pela Salutis, quer no atendimento do dia a dia, quer no apoio consultivo e na apresentação de estudos/informações gerenciais, sempre são executados de forma eficiente e adequada.

    Selma Fernandes Rodrigues

    Presidente da CASEC

Notícias

  • ANS realiza campanha para incentivar a qualidade da informação de cadastro de beneficiários

    A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) está realizando uma campanha com foco na qualidade cadastral do Sistema de Informação de Beneficiários (SIB). O objetivo é conscientizar as operadoras de planos de saúde a enviarem corretamente os dados que compõe o sistema e, assim, aprimorar a qualidade do cadastro de beneficiários da saúde suplementar.

    Entre as ações da campanha está a atualização da página do SIB no portal da Agência, que agora conta com dicas para um melhor preenchimento dos campos dos formulários pelas operadoras. A ANS também preparou uma série de vídeos com orientações para o preenchimento do cadastro que ficarão disponíveis no canal da reguladora no YouTube para que os interessados possam acessar sempre que precisarem. Em paralelo, será realizada uma ação nas redes sociais da Agência para reforçar a importância do tema.

    Diretor de Desenvolvimento Setorial da ANS, Maurício Nunes destaca a importância do aprimoramento da qualidade cadastral. “A Agência está empenhada em fazer essa grande campanha de disseminação do conhecimento, pois, além de ser uma obrigação legal, o correto preenchimento do SIB subsidia as decisões da reguladora, impactando nos cálculos do Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS), do reajuste dos planos e da Taxa de Saúde Suplementar (TSS)”, frisa.

    Ele salienta, ainda, que por conta da integração do SIB com os sistemas da Receita Federal, o preenchimento correto do cadastro possibilita a atribuição automática do número do Cartão Nacional de Saúde (CNS) ao beneficiário de planos de saúde.

    Outra vantagem do correto preenchimento dos dados é a agilização da portabilidade de carências e nos casos de transferência de carteira, instrumentos fundamentais para a continuidade da prestação de serviço aos beneficiários de planos de saúde quando necessários.

    Por que preencher corretamente o SIB?

    Fortalecer a imagem no mercado – No Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS) é aferido o cumprimento das obrigações técnicas e cadastrais das empresas junto à ANS. Portanto, quanto melhor a qualidade dos dados no cadastro de beneficiários, maior o valor do indicador e seu impacto positivo no IDSS, o que gera mais credibilidade junto ao mercado.

    Evitar infrações – As operadoras que não cumprem com as obrigações de envio cometem infrações previstas em norma da ANS.

    Melhorar a produtividade - Quanto melhor for a qualidade dos dados dos beneficiários, melhor vai ser o retorno da operadora no cumprimento das obrigações referentes ao SIB.

    Obter mais fidedignidade em portabilidades de carências e transferências de carteiras - Tanto a operadora que cede o(s) beneficiário(s) quanto a que o recebe terão acesso a dados mais fidedignos.

    Facilitar a consulta de dados pelo beneficiário - O correto preenchimento do SIB é condição para sucesso das consultas ao Comprova (https://www.gov.br/pt-br/servicos/emitir-comprovante-de-dados-cadastrais-do-consumidor-junto-a-ans) e ao Guia de planos (https://www.ans.gov.br/gpw-beneficiario/).

    Sobre o SIB

    O Sistema de Informações de Beneficiários (SIB) é o sistema que as operadoras de planos privados de saúde utilizam para enviar, mensalmente, os dados de atualização cadastral de seus beneficiários.

    O SIB contém três grupos de dados: a identificação pessoal do beneficiário, a identificação de endereço e as informações contratuais.

    O envio desses dados é regulamentado pela Resolução Normativa RN 500/2022 e pela Instrução Normativa IN 08/2022.

    O envio dos arquivos de atualização cadastral pode ser diário, e a operadora tem até o dia 5 de cada mês para encaminhar as informações referentes aos procedimentos de inclusão, retificação, mudança contratual, cancelamento e reativação, ocorridos até o último dia do mês imediatamente anterior.

    Leia mais
  • ANS assina contratos para projetos de Inteligência Artificial

    A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), assinou, nessa quarta-feira (21/6), três contratos com startups escolhidas na primeira rodada da seleção pública intitulada "Soluções de Inteligência Artificial para o Poder Público”, promovida pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) e Escola Nacional de Administração Pública (ENAP). A iniciativa tem o objetivo de impactar a qualidade e o custo dos serviços públicos prestados ao cidadão.

    O diretor-presidente da ANS participou do evento de celebração dos contratos, realizado no auditório do MCTI, em Brasília, que contou com a presença das ministras Luciana Santos (MCTI) e Esther Dweck (MGI); e do presidente da FINEP, Celso Pansera.

    "Ficamos lisonjeados com o convite do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, da Finep e do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, por meio da Secretaria de Governo Digital, para participar dessa iniciativa. Para a ANS, esta seleção representa um reconhecimento do empenho da Agência no desenvolvimento do nosso Plano de Transformação Digital. Acreditamos que a possibilidade de incorporar os avanços científicos e tecnológicos da Inteligência Artificial na melhoria dos serviços públicos vai gerar valor para toda a sociedade, em especial, para os usuários de planos de saúde no Brasil", declarou Rebello.

    A partir da cerimônia de assinatura de contratos, os três projetos propostos pela ANS começarão a ser desenvolvidos:

    • Analista de Reclamação Digital: objetiva agilizar o atendimento aos beneficiários de planos de saúde que recorrem à ANS para garantir seus direitos de acesso à saúde, gerando efeitos diretos e relevantes para a população assistida na saúde suplementar;
    • Assistente de alteração de dados cadastrais dos regulados: o projeto busca qualificar e agilizar a atuação da fiscalização e regulação econômico-financeira da ANS nas operadoras de planos de saúde;
    • Uso de inteligência artificial no processo de Ressarcimento ao SUS: pretende tornar mais ágil e seguro o processo de ressarcimento ao SUS. Por lei, toda vez que um beneficiário de plano de saúde é atendido no SUS, a operadora do plano deve arcar com os custos desse tratamento, que precisa ser ressarcido aos cofres públicos. A ANS é a responsável por essa cobrança. A cada trimestre são identificados cerca de 120 mil atendimentos.

    "A seleção pública possibilita que sejam superados obstáculos burocráticos e restrições orçamentárias para desenvolvermos novas frentes de atuação com o uso da inteligência artificial, tanto na regulação da saúde suplementar, como na oferta de serviços melhores e mais eficientes à população", completou Paulo Rebello.

    Diretor-presidente da ANS, Paulo Rebello, assina contratos com as startups vencedoras

    Sobre IAInteligência Artificial é a tecnologia que simula, por meio de algoritmos computacionais, mecanismos avançados de cognição e suporte à decisão baseados em grandes volumes de informação. Seu funcionamento está baseado em outras tecnologias, como machine learning, que consiste no reconhecimento de padrões a partir da análise de grandes conjuntos de dados, permitindo a construção de resultados de forma autônoma.

    Plano de Transformação Digital da ANS

    A participação da ANS na chamada pública "Soluções de Inteligência Artificial para o Poder Público” se deu por conta do projeto de transformação digital iniciado pela reguladora em 2015, com o objetivo de melhorar a qualidade dos serviços prestados utilizando a tecnologia como meio para alcançar melhores experiências. O Projeto ANS Digital já obteve sólidos resultados com impactos positivos para o setor de saúde suplementar.

    Leia mais
  • ANS suspende a comercialização de 31 planos de saúde

    A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulga nesta sexta-feira (16/06) a lista de planos de saúde que terão a venda temporariamente suspensa devido a reclamações relacionadas a cobertura assistencial. A medida faz parte do Monitoramento da Garantia de Atendimento, que acompanha regularmente o desempenho do setor e atua na proteção dos consumidores. Nesse ciclo, a ANS determinou a suspensão de 31 planos de nove operadoras devido a reclamações efetuadas no 1º trimestre de 2023.

    A proibição da venda começa a valer no dia 23/06. "Ao todo, 407.637 beneficiários ficam protegidos com a medida, já que esses planos só poderão voltar a ser comercializados para novos clientes se as operadoras apresentarem melhora no resultado no monitoramento", afirmou o diretor de Normas e Habilitação dos Produtos da ANS, Alexandre Fioranelli.

    Além das suspensões, a ANS também divulga a lista de planos que poderão voltar a ser comercializados. Nesse ciclo, 15 planos de sete operadoras terão a venda liberada pelo Monitoramento da Garantia de Atendimento.

    Resultados do Monitoramento da Garantia de Atendimento (1º trimestre)

    · 31 planos com comercialização suspensa

    · 15 planos com a comercialização liberada

    · 407.637 beneficiários protegidos

    · 43.660 Total de reclamações no período de 01/01/2023 a 31/03/2023.

    Consulte o resultado nas listas abaixo:

    Planos com comercialização suspensa

    A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulga nesta sexta-feira (16/06) a lista de planos de saúde que terão a venda temporariamente suspensa devido a reclamações relacionadas a cobertura assistencial. A medida faz parte do Monitoramento da Garantia de Atendimento, que acompanha regularmente o desempenho do setor e atua na proteção dos consumidores. Nesse ciclo, a ANS determinou a suspensão de 31 planos de nove operadoras devido a reclamações efetuadas no 1º trimestre de 2023.

    A proibição da venda começa a valer no dia 23/06. "Ao todo, 407.637 beneficiários ficam protegidos com a medida, já que esses planos só poderão voltar a ser comercializados para novos clientes se as operadoras apresentarem melhora no resultado no monitoramento", afirmou o diretor de Normas e Habilitação dos Produtos da ANS, Alexandre Fioranelli.

    Além das suspensões, a ANS também divulga a lista de planos que poderão voltar a ser comercializados. Nesse ciclo, 15 planos de sete operadoras terão a venda liberada pelo Monitoramento da Garantia de Atendimento.

    Resultados do Monitoramento da Garantia de Atendimento (1º trimestre)

    · 31 planos com comercialização suspensa

    · 15 planos com a comercialização liberada

    · 407.637 beneficiários protegidos

    · 43.660 Total de reclamações no período de 01/01/2023 a 31/03/2023.

    Consulte o resultado nas listas abaixo:

    Planos com comercialização suspensa

    Planos reativados

    Planos que já estavam suspensos por outros motivos e que também foram suspensos pelo monitoramento da garantia de atendimento

    Planos liberados pelo monitoramento da garantia de atendimento, mas que continuam suspensos por outros motivos

    Sobre o Monitoramento da Garantia de Atendimento

    O Monitoramento da Garantia de Atendimento é o acompanhamento do acesso dos beneficiários às coberturas contratadas, realizado com base nas reclamações recebidas pela ANS e na quantidade de beneficiários de planos de saúde. As reclamações consideradas nesse monitoramento se referem ao descumprimento dos prazos máximos para realização de consultas, exames e cirurgias ou negativa de cobertura assistencial.

    A partir dessas informações as operadoras são classificadas em faixas, possibilitando uma análise comparativa entre elas. As operadoras enquadradas nas faixas superiores do monitoramento apresentam um pior resultado no indicador da operadora.

    As informações são processadas periodicamente, e os resultados são divulgados trimestralmente.

    Sobre a suspensão da comercialização de planos

    A partir do resultado do monitoramento, as operadoras reiteradamente com pior resultado são avaliadas e para aquelas que apresentam risco à assistência à saúde são identificados os planos que terão o ingresso de novos beneficiários vedado temporariamente.

    A cada trimestre a listagem de planos é reavaliada, e as operadoras que deixarem de apresentar risco à assistência à saúde são liberadas, pelo monitoramento, para oferecer os planos para novas comercializações.

    Leia mais